Sunday, September 20, 2009

DANIEL BARENBOIM INAUGURA TEMPORADA GULBENKIAN DE MÚSICA 2009/2010

Temporada Gulbenkian de Música 2009/2010
Coliseu dos Recreios - Lisboa
21 de Setembro - 21 horas
ORQUESTRA GULBENKIAN
LAWRENCE FOSTER (maestro)
DANIEL BARENBOIM (piano)
Sergei Prokofiev
Sinfonia Nº 1, em Ré maior, op. 25, Clássica
Fryderyk Chopin
Concerto para Piano e Orquestra Nº 2, em Fá menor, op. 21
Concerto para Piano e Orquestra Nº 1, em Mi menor, op. 11
Grande Auditório Fundação Gulbenkian - Lisboa
23 de Setembro - 19 horas
DANIEL BARENBOIM (piano)
Fryderyk Chopin
Fantasia em Fá menor, op. 49
Nocturno em Ré bemol maior, op. 27 nº 2
Sonata para Piano Nº 2, em Si menor, op. 35, Marcha fúnebre
Barcarola em Fá sustenido maior, op. 60
Três ValsasBerceuse em Ré bemol maior, op. 57
Polaca em Lá bemol maior, op. 53
Daniel Barenboim nasceu no seio de uma família de músicos, tendo começado a estudar piano na Argentina, onde deu o seu primeiro recital público de piano com apenas sete anos de idade. A vinda para a Europa, em 1951, possibilitou o contacto com grandes figuras do panorama musical que rapidamente se aperceberam do seu talento. Apesar de ser hoje amplamente reconhecido como maestro, o seu temperamento ao piano conquistou várias salas de concerto e entusiasmou a crítica.Na sua já longa carreira, volvidos perto de 60 anos desde o seu primeiro recital, marcou uma época, tendo recebido inúmeras distinções internacionais pelo seu labor artístico, com destaque para as suas gravações. Depois do sucesso das suas anteriores apresentações na Fundação Gulbenkian, Barenboim regressa para um recital onde reiterará porque é considerado um dos mais importantes pianistas de sempre. É de ir!

1 comment:

Renata Seixas said...

A PEC da Música avançou. A Comissão Especial de Fonogramas e Videofonogramas Musicais da Câmara aprovou o relatório sobre a Proposta de Emenda à Constituição 98/07 – mais conhecida como PEC da Música – de autoria do deputado federal Otavio Leite.
A proposta elimina impostos sobre os CDs e DVDs produzidos no Brasil, que contenham obras de brasileiros ou interpretadas por brasileiros – o que poderá gerar uma redução de cerca 25% nos preços para o consumidor. A iniciativa beneficiará também as mídias digitais. “Hoje, ao baixar músicas pelo celular, o consumidor paga 35% de imposto. Um absurdo contra a cultura nacional”, diz Otavio.
De acordo com o parecer aprovado, as fábricas de CDs e de DVDs instaladas na Zona Franca de Manaus continuam com a exclusividade da isenção de impostos para fabricação multiplicada dos produtos.
Diversos artistas compareceram à reunião para apoiar a aprovação da proposta, entre eles os cantores, Gian & Giovani, César Menotti, Ivo Meireles, Jorge Vercillo, entre outros.
A PEC agora vai à votação no plenário da Câmara, onde serão necessários os votos de, no mínimo, 308 deputados.
A mobilização prossegue e ganha cada vez mais força com o crescente engajamento dos artistas, profissionais e amantes da música, em defesa da cultura nacional.
É aí que você pode ajudar muito!
Sendo o responsável por um site que aborda o tema, é importantíssimo que você divulgue e informe os leitores, a fim de pressionar os deputados a votar a favor da proposta.
Qualquer dúvida, estamos à sua disposição pelo email: renata@otavioleite.com.br
Aproveito para parabenizá-lo pelo seu blog!

Assista ao debate promovido pela MTV há uns dias atrás:
http://mtv.uol.com.br/debate/videos/mtv-debate-baixar-o-imposto-aumenta-venda-do-cd-clique-e-assista-na-%C3%ADntegra

O programa CQC também fala sobre a proposta aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=M_8FJEDdLD4

Acompanhe: http://twitter.com/pecdamusica e http://twitter.com/otavioleite
O que saiu na imprensa sobre a proposta:
http://www.otavioleite.com.br/pesquisa.asp?q=pec+da+musica

A íntegra da proposta:
http://www.otavioleite.com.br/conteudo.asp?proposta-de-emenda-a-constituicao-no-98-de-2007-pec-da-musica-2303