Sunday, January 24, 2010

MARIA DA CONCEIÇÃO, FUNDADORA DO DHAKA PROJECT E MULHER DO ANO NOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS VAI ESTAR EM LISBOA

Conheça Maria Conceição, fundadora do Dhaka Project e Mulher do Ano nos Emirados Árabes Unidos, em Lisboa, na FCCE-Católica

Maria da Conceição é uma hospedeira de bordo de 32 anos, natural de Vila Franca de Xira, que trabalha para a Emirates Airlines e vive no Dubai. Em 2005 numa viagem a Dhaka, a capital do Bangladesh, ficou chocada com o nível de pobreza e decidiu que tinha de fazer algo, tendo começado a ajudar crianças de um bairro muito pobre da capital. Nas repetidas idas a Dhaka, a Maria usou o tempo livre para criar um pequeno grupo humanitário: o Dhaka Project. Em poucos anos, o Dhaka Project (http://thedhakaprojectpt.blogspot.com/ , http://thedhakaproject.org/ adquiriu uma dimensão significativa fazendo hoje a diferença, não apenas na vida de muitas centenas de crianças, mas em toda a comunidade.

Em 2009, a Maria Conceição foi distinguida com o prémio de Mulher do Ano nos Emirados Árabes Unidos. Em 2007 tinha já recebido o prémio European Union Woman’s Inventors and Innovators Network. A Maria continua a ser hospedeira a tempo inteiro e tem agora planos para abrir um orfanato no Brasil.

Conhecer Maria da Conceição e a sua inspiradora experiência de empreendedorismo social já nesta segunda-feira, 25 Janeiro, em Lisboa, às 18 horas, na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais-Universidade Católica (sala 521-2ºpiso). É de ir!

2 comments:

maria said...

PARABENS CONCEIÇÃO,PELO TRABALHO LINDO,QUE ESTÁ A FAZER,,VIA NA TV.E FIQUEI FELIZ POR SABER QUE UMA MULHER PORTUGUESA,.EM QUALQUER LADO SABE FAZER A DIFERENÇA.PENA NÃO HAVER MAIS MULHERES COM A MESMA CORAGEM...OBRIGADA POR SER ASSIM,..BJS

Ondina Correia said...

Olá Maria. Sempre que me lembro de si ou a vejo emociono-me muito. Admiro imenso as pessoas que são capazes de fazer coisas que eu tenho vontade mas não tenho coragem. Tenho um querido filho de 5 anos, tudo para mim na vida. Se assim não fosse, acredito sinceramente que me dedicaria a uma causa que me fizesse sentir um ser melhor,quem sabe a sua. Apeteciam-me dar-lhe um forte abraço. Posso? Que bom, que reconfortante. Força, mais coragem ainda e felicidades. Bem merece.